terça-feira, 3 de outubro de 2017

Iron Maiden: filme e álbum ao vivo sobre a turnê Book of Souls


A Warner Music lançará o "The Book of Souls: Live Chapter", da banda IRON MAIDEN no dia 17 de novembro (através da BMG nos EUA).




São 15 músicas gravadas durante a "The Book of Souls World Tour", que abrangeu 39 países em seis continentes entre 2016 e 2017, com um público de mais de dois milhões de fãs. O 'Live Chapter' será lançado em 3 opções: CD duplo com capa dura e um livro com fotos e descrições, CD comum e Vinil Triplo com capa dobrável e cada capa individual dos Lps, contém imagens e descrições também.










Produzido por Tony Newton e o fundador do Iron Maiden, o baixista Steve Harris, o álbum é baseado no set list apresentado nos shows e é um registro fiel do que muitos fãs puderam vivenciar durante a tour. Steve comentou: "Nós gastamos um bom tempo trabalhando nisso, pois queríamos que fosse tão próximo da experiência do Maiden ao vivo, representando nossos fãs de diferentes partes do mundo. Isso significou pra nós ouvir literalmente horas e horas de gravação de cada show, selecionar material e construir um som que funcionasse de forma consistente em todo o álbum, capturar a emoção de um novo país por exemplo, como El Salvador junto com a emoção de quem ja nos conhece em shows frequentes como Donington ou Wacken".
O manager da banda, Rod Smallwood, acrescenta: "A turnê foi uma grande experiência, importante para Bruce, que começou a turnê cantando em público pela primeira vez desde a recuperação do câncer da garganta. Ele também pilotou o Ed Force One, atualizado no ano passado, de um Boeing 757 para um 747 para que pudéssemos ir cada vez mais rápido a visitar algumas cidades e fãs em todo o mundo. Este ano também foi emocionante com a fase norte-americana e no Reino Unido, fomos bem sucedidos. Foi uma tour especial de muitas maneiras, então nós sentimos que deveríamos documentá-la para nós e para os nossos fãs. Steve fez um trabalho incrível juntando esse conjunto de cidades ao redor do mundo e nós nos certificamos de que o CD 'deluxe' (o de capa dura) estará disponível trazendo o formato de livro correspondente ao lançamento do álbum "Book of Souls. Além de tudo isso, o lançamento será celebrado por um evento inédito: uma transmissão ao vivo gratuita do filme dos shows, como um agradecimento a nossos fãs leais em todo o mundo. Esperamos que a comunidade Maiden global goste e assistam esse evento especial on-line. Muitos de vocês estarão nele, pois há imagens de uma série de lugares que tocamos nesta turnê (risos)".
Também haverá a opção de download digital em áudio de alta resolução (48khz / 24 bit) do conteúdo dos shows e download digital do filme também estará disponível para comprar após sua estréia online gratuita (será um live stream e após a exibição na data marcada, não estará mais disponível gratuitamente). Essas informações sobre downloads e quando será a exibição do filme, serão divulgadas pela banda em breve na página oficial, caso você não queira perder a data, eles disponibilizam esse link - http://ironmaiden.com/mailing-list - para que os fãs façam a inscrição e recebam todas as informações. Confira um vídeo disponibilizado da música Speed of Light, que será exibido no filme:



O set list que faz parte desse lançamento ao vivo e as respectivas cidades onde foram gravados, são:

If Eternity Should Fail – Sydney, Australia
Speed of Light - Cape Town, Africa do Sul
Wrathchild – Dublin, Irlanda
Children of the Damned – Montreal, Canada
Death or Glory – Wroclaw, Polonia
The Red and the Black – Tokyo, Japão
The Trooper - San Salvador, El Salvador
Powerslave – Trieste, Italia
The Great Unknown – Newcastle, Reino Unido
The Book of Souls – Donington, Reino Unido
Fear of the Dark – Fortaleza, Brasil
Iron Maiden - Buenos Aires, Argentina
Number of the Beast – Wacken, Alemanha
Blood Brothers – Donington, Reino Unido
Wasted Years - Rio de Janeiro, Brasil

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Luan Santana: mudança para o metal era, claro, ação de marketing


Como era de se esperar, a suposta mudança de Luan Santana para o heavy metal não passou de uma ação de marketing. O cantor revelou, por meio de um vídeo, que a sua saída da música sertaneja não passava de "fome".

"Heavy Metal?! Ahhh, era fome, galera! Eu tava PERDIDÃO! Agora matei a minha fome! Galera do Metalllll, não foi dessa vez que me rendi. Vcs mandam beeeem! Amo o que faço e vou continuar com música romântica! Valeu Simone e Simaria. E vocês, hein? Como ficam quando estão com fome? Nervosinho? Exagerado? Dramático?", disse Luan Santana na legenda de um vídeo. Na filmagem, o cantor aparece comendo um barra de chocolate.

Ridículo!

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Rock In Rio: Medina garante que terá metal na edição de 2019


A edição 2017 do Rock In Rio foi bastante criticada pela ausência de representantes do metal. Foi a primeira vez, dentre várias edições, que o festival não contou com o já tradicional 'dia do metal'. Desta vez, entre as grandes atrações, a bandeira do estilo foi erguida somente pelo Sepultura.


Apesar disso, o empresário que idealizou e promove o Rock In Rio, Roberto Medina, disse que pretende retomar o metal no festival em sua próxima edição, a ser realizada em 2019. A declaração foi feita em entrevista ao site do jornal 'Extra'.

Medina explicou, ainda, que uma equipe realiza pesquisas para identificar quais atrações o público gostaria de assistir na edição seguinte do Rock In Rio. O resultado dos estudos interfere na programação do festival.


Durante o bate-papo, Roberto Medina também revelou que quer trazer Lady Gaga para o Rock In Rio 2019. A cantora cancelou sua apresentação na edição de 2017 devido a problemas de saúde.
"Foi uma tristeza que ela não tenha conseguido se apresentar. Apostava muito no show dela. Não desisti da Lady Gaga. Está nos meus planos", disse o empresário.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Obituary: novo vídeo de "Sentence Day" filmado em 4K

Capas Gêmeas: as infelizes coincidências nas artes dos álbuns

Em 1998, Bruce Dickinson lançou o álbum "The Chemical Wedding", e trouxe na arte da capa, uma pintura do artista e poeta William Blake, que já havia sido utilizada na capa do álbum "Another Fine Tune You´ve Got Me Into", lançado em 1978 pela banda Gilgamesh.
Em 1999, a banda Ten lançou o álbum "Spellbound", e trouxe na arte da capa, uma pintura do artista Luis Royo chamada "Memory in White", que já havia sido utilizada na capa do álbum "Heaven's Kingdom Will Be Yours", lançado em 1998 pela banda Eternal Night.
Em 2004, a banda Nightwish trouxe na arte do álbum "Once", uma ilustração da estátua “Angel of Grief” (anjo do sofrimento), feita pelo escultor estadunidense William Wetmore Story em 1894, que serve como túmulo de pedra para a sua esposa Emelyn Story, no Cemitério Protestante de Roma. Acontece, que três bandas já haviam lançado álbuns com esse mesmo anjo: The Tea Party no álbum “The Edges of Twilight” de 1995, Evanescence no seu EP homônimo de 1998, e a banda Odes of Ecstasy, no álbum “Embossed Dream in Four Acts”, também de 1998.
Em 2004, a banda White Lion lançou o álbum "Last Roar", e trouxe na arte da capa, a mesma imagem de um leão (e também na mesma posição) da capa do álbum "Breaking Out", lançado pela banda Lions Pride em 1984.
Em 2005, a banda Shaman lançou o álbum “Reason” com a mesma fotografia (algumas pequenas alterações) da capa do livro “Um Terrorista No Pampa”, lançado em 2004 pelo escritor Tailor Diniz.
Em 2008, foi lançado um álbum da banda The Doors, intitulado “Live at the Matrix 1967”, que trouxa na arte da capa, o mesmo anjo usado pelas bandas Angra e Death S.S., nas capas dos álbuns "Rebirth" (2001) e “The 7th Seal” (2006).
Em 2011, O MC alemão Morlockk Dilemma lançou o álbum "Circus Maximus", e nesse caso específico, podemos afirmar com 100% de certeza, que ocorreu plágio da capa do álbum "Amar Pra Viver ou Morrer de Amor", lançado por Erasmo Carlos em 1982.
Em 2012, a banda Van Halen lançou o álbum "A Different Kind Of Truth", e trouxe na arte da capa, a mesma locomotiva usada na capa do álbum "Movin 'On", lançado em 1975 pela banda Commodores.
Em 2014, a banda Titãs lançou o álbum "Nheengatu", e trouxe na arte da capa, uma pintura da Torre de Babel feita pelo artista belga Pieter Bruegel, que já havia sido utilizada pelas bandas Comecon, Kipelov e The Aristocrats, nos álbuns "Converging Conspiracies" (1993), single Vavilon (2003) e "Culture Clash" (2013).
Por último, talvez a mais famosa de todas, ocorrida na capa do álbum "Born Again", lançado em 1983 pela banda Black Sabbath, que utilizou como inspiração, a foto de um bebê estampada na capa da revista "Mind Alive" (1968), que também serviu de inspiração para a capa do álbum "New Life", lançado pela banda Depeche Mode em 1981.


sexta-feira, 19 de maio de 2017

Kid Vinil morre em São Paulo aos 62 anos


















O cantor e radialista Kid Vinil morreu na tarde desta sexta-feira (19) 
em São Paulo, depois de passar mais de um mês internado. Ele passou 

mal depois de um show em Conselheiro Lafaiete, na Região Central de 

Minas Gerais, e foi levado a um centro médico daquela cidade.
Depois, foi transferido de helicóptero para o Hospital da Luz, na Vila 
Mariana, Zona Sul de São Paulo. Em seguida, foi para o Hospital TotalCor, 

onde morreu. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do 

TotalCor.
Kid Vinil era diabético e sofreu uma parada cardíaca no dia 16 de abril. Ele 
chegou a ser colocado em coma induzido.

Antes de passar mal, Kid Vinil participava de um projeto com outros cantores 
dos anos 1980, como Kiko Zambianchi e Ritchie, em um clube de Conselheiro 

Lafaiete. Nos últimos dias, amigos afirmaram nas redes sociais que o quadro 

do cantor tinha se agravado e pediram orações por sua recuperação.