terça-feira, 1 de agosto de 2017

Obituary: novo vídeo de "Sentence Day" filmado em 4K

Capas Gêmeas: as infelizes coincidências nas artes dos álbuns

Em 1998, Bruce Dickinson lançou o álbum "The Chemical Wedding", e trouxe na arte da capa, uma pintura do artista e poeta William Blake, que já havia sido utilizada na capa do álbum "Another Fine Tune You´ve Got Me Into", lançado em 1978 pela banda Gilgamesh.
Em 1999, a banda Ten lançou o álbum "Spellbound", e trouxe na arte da capa, uma pintura do artista Luis Royo chamada "Memory in White", que já havia sido utilizada na capa do álbum "Heaven's Kingdom Will Be Yours", lançado em 1998 pela banda Eternal Night.
Em 2004, a banda Nightwish trouxe na arte do álbum "Once", uma ilustração da estátua “Angel of Grief” (anjo do sofrimento), feita pelo escultor estadunidense William Wetmore Story em 1894, que serve como túmulo de pedra para a sua esposa Emelyn Story, no Cemitério Protestante de Roma. Acontece, que três bandas já haviam lançado álbuns com esse mesmo anjo: The Tea Party no álbum “The Edges of Twilight” de 1995, Evanescence no seu EP homônimo de 1998, e a banda Odes of Ecstasy, no álbum “Embossed Dream in Four Acts”, também de 1998.
Em 2004, a banda White Lion lançou o álbum "Last Roar", e trouxe na arte da capa, a mesma imagem de um leão (e também na mesma posição) da capa do álbum "Breaking Out", lançado pela banda Lions Pride em 1984.
Em 2005, a banda Shaman lançou o álbum “Reason” com a mesma fotografia (algumas pequenas alterações) da capa do livro “Um Terrorista No Pampa”, lançado em 2004 pelo escritor Tailor Diniz.
Em 2008, foi lançado um álbum da banda The Doors, intitulado “Live at the Matrix 1967”, que trouxa na arte da capa, o mesmo anjo usado pelas bandas Angra e Death S.S., nas capas dos álbuns "Rebirth" (2001) e “The 7th Seal” (2006).
Em 2011, O MC alemão Morlockk Dilemma lançou o álbum "Circus Maximus", e nesse caso específico, podemos afirmar com 100% de certeza, que ocorreu plágio da capa do álbum "Amar Pra Viver ou Morrer de Amor", lançado por Erasmo Carlos em 1982.
Em 2012, a banda Van Halen lançou o álbum "A Different Kind Of Truth", e trouxe na arte da capa, a mesma locomotiva usada na capa do álbum "Movin 'On", lançado em 1975 pela banda Commodores.
Em 2014, a banda Titãs lançou o álbum "Nheengatu", e trouxe na arte da capa, uma pintura da Torre de Babel feita pelo artista belga Pieter Bruegel, que já havia sido utilizada pelas bandas Comecon, Kipelov e The Aristocrats, nos álbuns "Converging Conspiracies" (1993), single Vavilon (2003) e "Culture Clash" (2013).
Por último, talvez a mais famosa de todas, ocorrida na capa do álbum "Born Again", lançado em 1983 pela banda Black Sabbath, que utilizou como inspiração, a foto de um bebê estampada na capa da revista "Mind Alive" (1968), que também serviu de inspiração para a capa do álbum "New Life", lançado pela banda Depeche Mode em 1981.